sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

A hidrografia brasileira


O Brasil é um país de vastos recursos hídricos, apresentado das mais diversas formas, possuímos rios, lagos, bacias, cataratas, barragens e até mesmo baías. Estima-se que a America Latina concentre cerca de 13% de toda água doce do mundo.
Neste trabalho aprenderemos sobre os rios dentre os principais se encontram o Amazonas, o São Francisco e o rio Paraná. Aprenderemos sobre as Bacias, sobre os lagos, a importância desses recursos para a população e para produção de energia, a gestão desses recursos e os impactos ambientais.
Devemos ressaltar a importância do estudo hidrográfico, para ter consciência do que temos em mãos e para analisarmos nossas ações frente a noticias de má utilização do nosso recurso hidrográfico.
Águas subterrâneas
As águas subterrâneas são águas que se infiltram pela terra até chegar a um espaço vazio de uma formação geológica, ali então se deposita formando um aqüífero.
Sabe-se que 70% da água doce do mundo se encontra nas geleiras, os outros 30% se encontram em aqüíferos onde estimasse que esteja 90% de toda água potável do mundo. Nestes 30% a água se encontra depositada em dois locais de diferentes profundidades. O aqüífero freático mais conhecido como lençol freático que concentra-se mais próximo da superfície e o aqüífero confinado que fica mais profundo normalmente a água desse aqüífero é extraída por meio de bombas e compressores.
Se falamos de águas subterrâneas não podemos deixar de lembrar-se do maior aqüífero existente no mundo. O Aqüífero Guarani com 1,2 milhão de km concentrando maior parte no Brasil mas também abrangendo o Paraguai, o Uruguai e a Argentina. Estimativas comprovam que concentra um volume de apavorantes 55 mil Km³ e profundidades de até 1800 metros. Grande parte do aqüífero é constituída por basalto ígneo, material no qual apresenta baixa permeabilidade não permitindo a renovação do aqüífero mas também não permitindo a evaporação da água nele contida.
As Bacias hidrográficas brasileiras
Das sete bacias, quatro se destacam por sua extensão e importância de seus rios principais: A Amazônica, Platina, São Francisco e a do Tocantins Araguaia.
Bacia Amazônica
É a maior bacia hidrográfica, seu principal rio o Amazonas, que nasce na Cordilheira dos Andes e atinge o oceano Atlântico.
O amazonas atravessa uma grande área de planícies e depressões, dotando a bacia amazônica de grande potencial hidroelétrico.
Bacia Platina
Possui três principais rios, Paraná, Paraguai e Uruguai, que nascem no Brasil, drenam terras do Paraguai, Uruguai e Argentina. A bacia Platina é constituída de três bacias secundarias:
Bacia do Paraná: seu rio principal é o Paraná formado pela junção dos rios Grande e Parnaíba. Nele estão localizados varias hidroelétricas, a maior é de Itaipu.
Bacia do Paraguai: É a maior bacia de planície. Seu principal rio é o Paraguai, nasce no Brasil e passa por terras paraguaias e argentinas.
Bacia do Uruguai: O rio Uruguai é o menor dos formadores da bacia Platina, tendo origem dos rios Canoas e Pelotas que nasce no Brasil drenando terras uruguaias e argentinas, desemboca no estuário da Prata.
Bacia do Tocantins- Araguaia
Esta localizada no coração do país é a maior bacia brasileira. Os dois rios que a formam nascem em Goiás. Esta bacia possui um grande potencial hidroelétrico. No seu rio principal, Tocantins, que foi construído a hidroelétrica de Tucuruí. A maior ilha fluvial do mundo, Ilha do Bananal encontra-se no rio Araguaia em Tocantins.
Bacia do São Francisco
O rio São Francisco nasce na Serra da Canastra em Minas Gerais. Se atravessa pela Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe, desemboca no Oceano Atlântico. Alem de favorecer a agricultura, o rio São Francisco tem alto potencial hidroelétrico abastecendo a região sudeste e nordeste do país.
Bacias hidrográficas secundarias
Bacia do nordeste: que compreende rios de vários estados nordestinos. Os rios Mearim, Pindaré, Itapecuru, Jaguaribe e o Piranhas.
Bacia do leste: São os rios da Bahia, Espírito Santo e Rio de Janeiro que compõem esta bacia. Dentre eles estão os rios Vaza-barris, Paraguaçu, Espírito Santo e Paraíba do Sul.
Bacia do sudeste sul: No estado de São Paulo, formada pelo rio Ribeira do Iguape, alem de outros.
Rios
Um rio é uma corrente natural de água que flui com continuidade. Possui um caudal considerável e desemboca no mar, num lago ou noutro rio, e em tal caso denomina-se afluente. Podem apresentar várias redes de drenagem.
Transportes
Muitos rios são utilizados para transporte, chamado transporte fluvial. No seu curso, dependendo do tamanho e volume das águas, e profundidade, navegam navios, barcos, barcaças e outras embarcações menores. Ressalte-se que há rios com corredeiras e quedas d'água que impedem a navegação, bem como há rios navegáveis em apenas parte de seu curso d'água. A travessia aérea dos rios dá-se por intermédio de pontes, construídas sob os mais diferentes estilos arquitetônicos. Mas na água, a travessia dá-se através de "ferry-boats" ou balsas, jangadas, caiaques e outras pequenas embarcações. Em rios de baixa profundidade, somente é possível navegação com lanchas com hélices aéreas, chamadas de "aero-barcos".
Problemas sociais
Com o aumento da população mundial e ocupação desenfreada para industrialização e moradia de terrenos ribeirinhos, surgiu um problema grave no meio ambiente: a poluição fluvial, que pode provocar danos irreversíveis ao rio, provocando a morte e até a extinção por completo de espécies de peixes.
Isso somado à clássica iniciativa nociva de aterrar pântanos e banhados gera a cada temporada de chuvas, nas margens de rios e próximo a elas, o problema da enchente, que desabriga muitas famílias repetitivamente a cada ano.
Sinonímia
Há vários outros termos utilizados para cursos d'água, vários deles característicos de determinadas regiões do Brasil:
Arroio
Braço
Canal
Grota
Riacho
Riachinho
Ribeira
Ribeirão
Sanga
Sangradouro
Várzea
Vazante
Elementos de um rio
Afluente- é o nome dado aos rios menores que deságuam em rios principais.
Confluência-termo que define a junção de dois ou mais rios ou ainda a convergência para um determinado ponto.
Foz- é o local onde deságua um rio, podendo dar-se em outro rio, em um lago ou no oceano.
Jusante- é qualquer ponto ou seção do rio que se localize depois (isto é, em direção à foz) de outro ponto referencial fixado.
Leito Local- onde o rio corre. É o solo que fica entre as margens, por onde as águas do rio escorrem.
As Margens laterais do curso do rio que delimitam sua largura.
Montante- é qualquer ponto ou seção do rio que se localize antes (isto é, em direção à nascente) de outro ponto referencial fixado.
Nascente - é o ponto de se originam as águas do rio.
Talvegue - é a linha que se encontra no meio da região mais profunda de um rio e onde a corrente é mais rápida.
Gestão de recursos hídricos
Com o aumento descontrolado do consumo de água no mundo todo, as nações criam leis nas quais estipulam regras para o consumo de água potável, e determinam os padrões de qualidade aceitáveis segundo padrões mundiais. No nosso país existe a Lei das Águas e juntamente com o ABRH (Associação Brasileira de Recursos Hídricos) defendem esse valioso “tesouro” que nos possuímos.
A água é utilizada das mais diferentes maneiras pelo homem, serve tanto para o consumo como para irrigação, piscicultura, produção de energia, esta ultima apresenta grande relevância no Brasil, pois grande parte da energia que nos consumimos vem de imensas hidroelétricas como, por exemplo, a hidroelétrica de Itaipu.
Existem também os impactos ambientais que ocorrem devido a ma utilização da água ou por fatores de degradação a natureza como, por exemplo, o desmatamento na encosta de rios nos quais ocasionam a erosão. Outro fator é a utilização de água potável para produção de energia em hidroelétricas contaminando a água com diversos metais pesados.
Referencias Bibliográficas
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aq%C3%BC%C3%ADfero_Guarani acessado em 14/12/09 as 15:15
http://64.233.163.132/search?q=cache:f3gxMquWG7gJ:pt.wikipedia.org/wiki/Hidrografia_do_Brasil+hidrografia+brasileira&cd=2&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br&client=firefox-a acessado em 14/12/09 as 15:20
http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81gua_subterr%C3%A2nea acessado em 14/12/09 as 15:00
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Aquiferoguarani.jpg acessado em 14/12/09 as 15:30
http://www.villalugano.com.ar/documentos/medio-ambiente/img/ciclo-hidrologico.gif acessado em 14/12/09 as 15:30
http://www.abas.org.br/ acessado em 14/12/09 as 16:41
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio acessado em 15/12/09 as 14:35
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bacia_hidrogr%C3%A1fica
ALMEIDA, Lúcia Marina Alves de. Geografia: geografia geral e do Brasil, KLN Artes gráficas.São Paulo:Ática, 2005.
Integrantes do grupo: Eduardo, Djovane, Elizandro e Everton

Nenhum comentário:

Postar um comentário